A PORTA ESTÁ ABERTA

 

(Colossenses 4:2 a 4) “Perseverai em oração, velando nela com ação de graças; Orando também juntamente por nós, para que Deus nos “abra a porta da palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo”, pelo qual estou também preso; Para que o manifeste, como me convém falar.

Não podemos abandonar nossos irmãos nas orações, vamos passar por coisas boas e ruins, veremos irmãos caírem e se levantarem, e irmãos caindo e levando muito tempo para se levantar, veremos coisas sobrenaturais, e veremos coisas naturais acontecerem. Precisamos saber as dificuldades daqueles por quem oramos. Devemos orar diariamente. Precisamos querer ser mais do que já somos em Cristo, perseverar, crer que somos cheios da graça do Pai, jejuar, ler, refletir, até sentirmos paz, e nos sentirmos mais forte é a meta para crescimento. Ter a palavra certa para aqueles que Deus nos envia é algo precioso, só com conhecimento e intimidade com o Pai isso é possível. A oração é eficaz em tudo. Paulo estava em uma prisão domiciliar, escrevendo a pessoas que ele não conhecia pessoalmente, pedindo para que orassem para que Deus abrisse uma porta para que a palavra fosse pregada e aceita, ele tinha convicção que mesmo aguardando o seu julgamento, poderia levar as boas novas e fazer discípulos. Ele não conheceu os irmãos em colossos, mais tinha pelos irmãos um amor incondicional como Deus tem por nós, esse amor Paulo adquiriu da parte de Cristo, por meio do Espírito Santo. Paulo nos incentiva a buscar sabedoria, força e discernimento espiritual. Nos fala sobre a obra doutrinária de Jesus, levando-nos a uma reflexão sobre a pessoa de Jesus, como imagem de Deus e primogênito de toda criação, como criador e cabeça do corpo da igreja. A morte de Cristo é ressaltada como necessária para que houve-se a possibilidade de estarmos na presença do Pai. Aprendemos com Paulo a ter a certeza de que nosso destino é o Céu e nossos pensamentos devem ser preenchidos com as coisas celestiais. Precisamos nos alimentar do sobrenatural, do poder que se encontra ao nosso dispor hoje, Jesus nos deixou um legado de autoridade, e essa herança se estende a todos que o aceitam como Senhor e Salvador. O que dificulta o exercício desse legado é a dúvida, a falta de credibilidade nas palavras de Cristo, não buscamos com veracidade fazer uso dessa arma estratégica e poderosa que se encontra a nossa disposição a partir do momento que se crê possuir essa autorização dada por Cristo.
Amado o que falar quando houver a oportunidade? O que dizer sobre os mistérios de Cristo?
Não basta Deus abrir a porta para que se pregue, você precisa estar pronto, cheio da sua palavra para levar as boas novas como convém a santos. Nosso contato com Deus deve ser diário, independente da situação ou circunstâncias que estamos passando. Só em Cristo podemos viver uma vida cristã, pois somente Ele nos capacita para entendermos a diferença dos mistérios espirituais que provém do Pai.
Que tenhamos durante o ano de 2012 em nossos corações o objetivo de sermos como a igreja de Colossos, uma igreja que se preparou para batalha do primeiro século, e fez parte integrante e fundamental para que fizéssemos parte dessa jornada, e hoje temos conhecimento da verdade.
Com amor da parte do Pai e Cristo Jesus irmão Maurio Maciel.
Dedico essa curta, porém relevante reflexão ao meu irmão e amigo
Pr. Jorge da Igreja Batista em Joinville, um homem que tem a marca do Pai.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s