DEIXANDO O MUNDO E CAMINHANDO COM DEUS

Segundo a bíblia, Deus já nos conhecia antes mesmo de sermos formados: “Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.” (Salmo 139:14, 15 e 16)
Quando nos convertemos os passos são perecidos. Primeiro somos tomados por um sentimento que jamais experimentamos que é o verdadeiro amor de Deus. Muitos chegam a ouvir sua voz, sua presença, de modo que só quem passou por essa experiência é capaz de relatar com mínimos detalhes. O encontro com Cristo é único e perpétuo, não conseguimos esquecer aquele momento maravilhoso que nos leva a um estágio de alegria inesquecível e eterno.

Realmente “Deus” nos coloca em seus braços sempre, não só nos momentos difíceis como muitas pessoas pensam. Quando passamos a caminhar com Cristo, cremos em seu evangelho, nos sentimos felizes, e na maioria das vezes nos comportamos como verdadeiras crianças inocentes não percebendo que por diversas vezes agimos de formas erradas crendo que são certas e com isso machucamos e somos também machucados nas relações do dia-a-dia com outras pessoas que convivemos e conhecemos ao longo da vida.
O caminho com Cristo passa por estágios, os anos passam e rapidamente nos achamos maduros em seus ensinamentos, pensamos já saber tudo e nos achamos donos da razão muitas vezes frente a opiniões ou conselhos de outras pessoas. Deixamos de perguntar, de tirar duvidas que no início do caminho nos fazia bem e nos tornava pessoas mais conhecedora da palavra de Deus. Dessa forma vem às dificuldades, o afastamento, não do evangelho, mais das pessoas que um dia foi importante de alguma maneira em nossa caminhada cristã. Mais assim é a vida, diferenças, dificuldades, encontros, despedidas, duvidas, certezas, buscas e perdas. Na vida cristã passamos por diversos momentos que nos levam a várias ações. Acertamos muito, o que nos traz alegria, fortalecimento, espírito de vitória, incentivo, mais também erramos bastante, e ai vem desânimo, preocupação, desejo de para no caminho, passamos a crer ser impossível seguir diante das dificuldades e assim nos esquecemos da fé! Nosso maior aliado, nossa melhor arma contra tudo que for lançado contra nós, parece que esquecemos que um dia o Pai entregou seu Filho para salvar a humanidade e o pior nem lembramos direito que somos parte desse povo que Cristo resgatou das mãos do inimigo. Precisamos parar de agir como pobre coitado, inocente, e imaturo diante das adversidades da vida, façamos assim: “sede pois, imitadores de Deus, como filhos amados; (efésios 5:1). Projeto Benção e ação e Pregador Maurio Maciel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s