O PÚLPITO NÃO É O FIM

“Espero que todos aqueles que lerem este livro possam conhecer melhor sobre o assunto e buscar se desviar ao máximo da tentação muitas vezes mais humana que espiritual de atuar em um púlpito, respeitando e dando o verdadeiro louvor a Deus ao subir em um lugar tão sagrado, para expor a palavra do nosso Senhor Jesus Cristo…”Sei que este livro trará polêmica, controvérsias e muita discussão, mas o que escrevi faz parte de experiências próprias, das quais ninguém poderá se opor, visto que muitas delas, friso “as principais”, foram vivenciadas por mim de forma real, as quais por tanto tempo foram guardadas de forma crítica e silenciosa. Resolvi então buscar respaldo junto às pessoas que viveram de certa forma as mesmas experiências para poder publicá-las, sendo na maioria dos casos pessoas evangélicas que temem falar o que sentem e não evangélicas que costumam visitar algumas igrejas e que para mim o certo seria fazerem parte delas…”O apóstolo Paulo com toda a sabedoria que o Senhor lhe deu, nos diz no livro de 1 Coríntios 11:18 e 19: “Antes de tudo ouço que quando vos reunis na igreja, há entre vós divisões, e em parte o creio. E até importa que haja entre vós diferenças, para os que têm aprovação de Deus se manifestem no nosso meio”. O que vemos acontecer é que vale mais a aprovação do homem que a do próprio Deus, uma vez que não se vê esta liberdade que Paulo se refere nos dias de hoje…”Hoje, o que vemos é o que o apóstolo Paulo menciona na sua carta (2 Timóteo capítulo 4:3 e 4): “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas tendo coceira nos ouvidos, cercar-se-ão de mestres, segundo as suas próprias cobiças; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando as fábulas”. As pessoas procuram a igreja onde possam ouvir o que elas realmente desejam ouvir e não o que Deus tem a dizer. É uma pena quando presencio pastores e oradores subirem ao púlpito para falarem de forma tão enfática e eloqüente a respeito de prosperidade e riqueza, é necessário se falar mais de Jesus e seu ministério, para que se cumpra a maior ordem de Jesus: “Ide por todo o mundo”…
Após ler este livro, responda-me com sinceridade e objetividade, até onde o púlpito é importante na sua vida, falo com você, que o usa para levar a palavra de Deus a outros, e aqueles que sonham um dia estarem pisando em um para de alguma forma levar ou expressar uma mensagem abençoada. Você quer mudança? Busque a palavra de Deus e você encontrará.
Peça hoje mesmo o seu pelo e-mail palestrante2007@gmail.com

Anúncios

Uma resposta em “O PÚLPITO NÃO É O FIM

  1. Este livro é uma obra objetiva, fácil de compreender e nos leva a uma reflexão sobre os púlpitos nos dias de hoje. Recomendo com toda certeza, e ao autor meus parabéns.
    Pr. Josue Martins.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s